HISTÓRICO DA CIDADE DE CAMPINORTE GOIÁS

1 – Onde e quando a cidade surgiu ?

-Surgiu por volta de 1910, da formação do Povoado denominado CAMPINAS, situado no imóvel denominado Faz. Jacaré ou Lajes, às margens do córrego do mesmo nome, área de propriedade do Cap. DIONIZIO CORREIA DE MIRANDA.

-Cravado às margens das estradas que ligavam SUL ao NORTE, denominada à época de ESTRADA REAL, ligando ANÁPOLIS (ANTAS) ao NORTE do Estado. A OESTE, ligando CRIXÁS, NOVA CRIXÁS, na estrada do boi até Cidade de GOIÁS, sendo estas as duas estradas mais importantes da época.

O nome CAMPINAS deve-se ao fato de que o Córrego banhava áreas de extensas campinas.

Cravado às margens das estradas que ligavam Sul ao Norte do Estado denominada na época de Estrada Real ligava principalmente as cidades de Anápolis (Antas) à Porangatú (Descoberto) e a Oeste ligava a Estrada Real as cidades de Crixás e Nova Crixás que também era acesso à capital do estado cidade de Goiás. Nestas estradas eram conduzidas boiadas e mercadorias em carro de boi e foram abertas em razão do escoamento e comércio de ouro destas regiões.

2 – Como a cidade surgiu ?

No ano de 1936 iniciou-se a construção da estrada que ligava Santana do Machombombo, hoje Uruaçu a Descoberto (Porangatú), estrada essa que passava pelo Povoado de Campinas. Esta estrada propiciou um impulso desenvolvimentista, surgindo por volta de 1947 estabelecimentos comerciais tendo como primeiros comerciantes os Srs. Deodato Rocha Lemos, Aristeu da Rocha Lemos. Também propiciou um fluxo de compradores de gado na região.

Em 1948 demarcava-se a Estrada Federal BERNARDO SAYÃO, cujo nome originou-se do Engenheiro responsável, dando início a novas construções e o deslocamento das famílias do Povoado Campinas para as margens e proximidades da nova estrada, inclusive os comerciantes.

Em 1950 No Governo de Coimbra Bueno foi construída ainda no povoado Campinas a primeira escola pública com melhor estrutura e, em 1951 surgiu o nome do município denominado CAMPINORTE, em virtude da região apresentar extensas campinas e por estar localizado na região norte do Estado.

3 – Quais as fases que a cidade passou até a sua emancipação ?

De 1910 até 1947 foi apenas um povoado às margens do Córrego Campinas, Formado pelas famílias do Sr. Benedito Rocha Lemos, família Dias Souto e dos Correia de Miranda. Em 1948 o povoado desloca-se lentamente para as margens da Estrada Federal Bernardo Sayão, onde já habitava a família do Sr. Sebastião Martins da Costa. Em 1951 o Povoado Campinas muda de nome passando a se chamar Povoado de Campinorte.

Em 1959, com a Lei Municipal n° 08 o Povoado passou a condição de DISTRITO DE URUAÇU.

Em 09 de janeiro de 1963, o Distrito iniciou seu período POLÍTICO ADMINISTRATIVO rumo a EMANCIPAÇÂO. Em 08 de outubro de 1963 graças aos esforços dos Deputados Estaduais: Antonio Magalhães e Clotário de Freitas, consumou-se a EMANCIPAÇÃO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA por força da LEI 4655, passando a condição de MUNICÍPIO, tendo sua instalação solene no dia 01 de janeiro de 1964.

4 – Quais os nomes que a cidade recebeu ao longo destas fases ?

De 1910 a 1947 recebeu o nome de Povoado Campinas. Em 1948 o Povoado mudava lentamente para as margens da Estrada Federal Bernardo Sayão, porém continuou com o mesmo nome.

Em 1951 o povoado recebe o nome de CAMPINORTE. Em 1958 o povoado de Campinorte passa a ser chamado de Distrito de Campinorte pertencente ao município de Uruaçu e, a partir de 08 de outubro de 1963, cidade de Campinorte, município instalado em 01 janeiro de 1964,

5 – Ao longo da sua história como a cidade foi crescendo no território ?

De 1910 até 1947 o povoado Campinas possuía apenas poucas casas e praticamente não houve crescimento algum em função do lugar não oferecer nenhuma condição para tal crescimento; faltava estradas, escolas, igreja, etc. Em 1948 com a demarcação e o início da abertura da Estrada Federal Bernardo Sayão, iniciou o deslocamento dos moradores para suas margens. Com o ronco das máquinas pesadas, a evolução do comércio e a chegada de novas famílias, acelerou a Agricultura e a Pecuária, o Povoado foi se desenvolvendo e crescendo. O movimento na Estrada Federal proporcionou a vinda de famílias de diversas regiões que procurava fácil acesso às cidades em desenvolvimento na região que possuía recursos na área de saúde e educação. Com o crescimento houve necessidade de organizar o espaço geográfico em quadras e lotes, feito pelo Sr. Antonio Martins da Costa com a ajuda do Agrimensor Jonas Veiga surgindo construções de Escolas, Igrejas, etc., e puxava o crescimento para as proximidades de tais construções.

8 – Qual a Base econômica de origem do município ?

A Agricultura e Pecuária foram os fatores predominante para o surgimento da cidade, a região possuía muitas terras produtivas e virgens a preço acessível o que chamou a atenção de muitos de diversos Estados do Brasil, principalmente Minas Gerais. Com a aquisição de terras na região, os donos mudavam para a cidade mais próximas de suas propriedades.

9 – Qual a base Econômica atual do município?

Pecuária: O município é um grande produtor de Leite, possuindo uma das maiores bacias leiteiras da região, e também a criação de gado de corte.

Agricultura: O município é um grande produtor de soja e arroz.

Comércio: o comércio de Campinorte é semi-pólo, atendendo mais dois municípios: o de Alto Horizonte e Nova Iguaçu e região.

Indústria: possuímos no município algumas pequenas indústrias tais como fabricas de queijo, doces, ração e cerâmica, gerando um bom número de empregos.

10 – As pessoas que tiveram um papel importante na História do município foram:

Em 1910 já residia no pequeno povoado a família do Sr. Benedito da Rocha Lemos, Família Dias Souto e Família correia de Miranda que são os primeiros habitantes.

Em 1912 existia uma escola particular rudimentar tendo como professor o Sr. Macaro de Brito.

De 1931 a 1936 existiu três escolas particulares em instalações rudimentares, ou seja em suas próprias casas sendo os professores os Srs. Joaquim Dias, Tiago Custódio Batista e Gentil Fernandes.

Em 1936 surgiu os primeiros comerciantes do povoado os Srs. Deodato Rocha Lemos e Aristeu Rocha Lemos.

Em 1948, com a abertura da estrada Bernardo Sayão, o primeiro a se instalar as suas margens, de onde surgiu a atual sede, foi o Sr. Sebastião Martins da Costa que se estabeleceu como primeiro comerciante. Posteriormente chegou o Sr. Antonio Martins da Costa que instalou a primeira máquina de beneficiar arroz e Antonio Barcelos da Silva.

Em 1951 no Governo de Coimbra Bueno, inaugurou-se a primeira Escola Pública ainda no povoado Campinas, sendo as irmãs: Maria Ana de Oliveira e Ilidia Ana de Oliveira as primeiras professoras.

Ainda em 1951 o Sr. Sebastião Martins da Costa foi o primeiro vereador a representar o Povoado de Campinorte na Câmara Municipal de Uruaçu.

O primeiro farmacêutico foi o Sr. Antonio Francisco Leite, o primeiro dentista o Sr. José Ribamar Soares, em 1958 o primeiro Médico o Sr. Domingos Alves de Oliveira, também em 1958 a primeira enfermeira Alexandrina Graciano de Oliveira o primeiro agente de saúde o Sr. Aristeu Rocha Lemos, em 1963 o primeiro Bioquímico Antônio Andrade em função de um surto de malária na época.

Em 1955 o Srs. Sebastião Martins da Costa e Paulino Dias Souto foram eleitos vereadores para representar o Povoado de Campinorte junto à Câmara de Uruaçu.

Em 1959 o Sr. Antonio Martins da Costa foi eleito o primeiro vereador a representar o Distrito de Campinorte junto a Câmara de vereadores de Uruaçu.

Em 1962 os Srs. Floripes Martins da Costa e Antonio Francisco Leite foram eleitos vereadores para o período 1963/1967 e com os esforços destes junto aos Deputados Estaduais: Antonio Magalhães e Clotário de Freitas, consumaram o processo de Emancipação Político-Administrativo em 08 de outubro de 1963 por força da Lei 4655, passando a condição de Município.

Em resumo, todos os prefeitos e vereadores eleitos, foram muito importantes para a História e construção do Município de Campinorte.